Genoíno pede “obstrução selvagem” no Congresso para o impeachment

"Se for necessário, compra uns apitos, faz barricada no Salão Verde", disse Genoíno em entrevista à TV Fórum

José Genoíno, ex-deputado e ex-presidente do PT, disse em entrevista à TV Fórum nesta terça-feira, 7 de setembro, que a oposição tem que fazer uma “obstrução selvagem” na Câmara dos Deputados com o objetivo de forçar a abertura de um processo de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro. As declarações foram dadas após o fracasso dos atos golpistas do presidente, que mesmo assim voltou a ameaçar o STF. O impeachment voltou a ser assunto no Congresso.

“Defendo que os partidos de oposição e, particularmente, o meu partido, trabalhe da seguinte forma: ou instaura o processo de impeachment, ou não tem pauta possível na Câmara dos Deputados. Nós vamos adotar a seguinte tática: ou bota o impeachment pra votar ou vamos fazer obstrução selvagem. Obstrução selvagem é a que não vota nada”, declarou durante o Jornal da Fórum especial deste 7 de Setembro.

“Se for necessário, compra uns apitos, faz barricada no Salão Verde…”, completou. “Temos que procurar o PSDB, o MDB, o Solidariedade e dizer que não vamos deixar tramitar a MP 1068/21 – a MP Pró-Fake News – e que formamos uma obstrução pelo impeachment”, disse ainda.

Genoíno disse ainda que “não adianta mais ficar tirando nota”. “Tem que tomar uma decisão política. Bolsonaro não está morto, mas está isolado, não tem governabilidade”, afirmou.

Impeachment de Bolsonaro?

O fracasso dos atos de Bolsonaro e o tom ainda mais elevado de seu discurso provocou mobilizações no Congresso. Em discurso feito em São Paulo, Bolsonaro disse ainda que não mais respeitará as decisões do ministro Alexandre de Moraes, uma nova afronta ao STF.

Enquanto o PSDB anuncia que irá debater em sua Executiva sobre a possibilidade de um impeachment, partidos do centrão, como Solidariedade e MDB, estariam recorrendo às bancadas para saber o que fazer. O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), já se antecipou e disse apoiar a investida. O PSD de Gilberto Kassab deve ir pelo mesmo caminho.

A oposição, que também foi às ruas nesta terça no Grito dos Excluídos, pressiona pela queda do presidente.

“Os atos de hoje mostram que o presidente só consegue dialogar com a sua claque e não é isso que se espera de alguém que deva liderar o país. Bolsonaro, definitivamente perdeu as condições de governar e recuperar a economia e o país. Só restam duas alternativas para Bolsonaro depois do dia de hoje: renúncia ou impeachment! Como ele não é capaz deste gesto pela nação, cabe ao Congresso conduzir o processo de impeachment”, disse o senador Jean Paul Prates (PT-RN), líder da Minoria no Senado.

Publicidade

Assista à entrevista:

Avatar de Lucas Rocha

Lucas Rocha

Lucas Rocha é formado em jornalismo pela Escola de Comunicação da UFRJ e cursa mestrado em Políticas Públicas na FLACSO Brasil. Carioca, apaixonado por carnaval e pela América Latina, é repórter da sucursal do Rio de Janeiro da Revista Fórum e apresentador do programa Fórum Global

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR