Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
29 de junho de 2018, 20h05

Gilmar Mendes arquiva inquérito que investigava suposto envolvimento de Aécio em Furnas

PGR tinha solicitado que o caso fosse encaminhado à primeira instância judicial, mas o ministro do STF decidiu pelo arquivamento; tucano era investigado por suspeita de recebimento de propina

Foto: Omar Freire/Imprensa MG/Divulgação

Gilmar Mendes, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), mandou arquivar o inquérito que investigava o envolvimento do senador Aécio Neves (PSDB-MG) em supostas irregularidades em Furnas, subsidiária da Eletrobras em Minas Gerais. De acordo com informações de Mariana Oliveira, do G1, a Procuradoria Geral da República havia pedido o envio do caso para a primeira instância, porém, o ministro decidiu pelo arquivamento do caso.

A investigação em relação ao tucano era um desdobramento da Operação Lava Jato. Aécio foi considerado suspeito de ter recebido propinas, por meio do ex-diretor de Furnas, Dimas Toledo, a partir de dinheiro desviado em contratos com empresas terceirizadas.

O senador cassado Delcídio do Amaral (sem partido-MS), em delação premiada, relatou ao Ministério Público que Aécio foi beneficiário de um “grande esquema de corrupção” na estatal Furnas. Esse esquema era operacionalizado por Dimas Toledo, ex-diretor de Engenharia da empresa que teria “vínculo muito forte” com Aécio.

Na decisão, o ministro Gilmar Mendes informou que a Polícia Federal pediu arquivamento do caso “em vista da falta de prova da existência dos delitos”. Segundo ele, a Procuradoria ficou por dois meses com o caso para análise, e devolveu “sem manifestação conclusiva”. Provocada a dizer o que deveria ser feito com o inquérito, diz o ministro, a PGR pediu prorrogação do inquérito.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum