Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
12 de fevereiro de 2020, 22h50

Glauber Braga diz estar sofrendo ameaças de “milicianos virtuais de Moro”

Deputado do PSOL, que chamou Moro de "capanga de miliciano" na Câmara, no entanto, garante que não se intimida: "Podem vir quentes que eu estou fervendo!"

Foto: Agência Câmara

O deputado federal Glauber Braga (PSOL-RJ), depois do embate com o ministro da Justiça, Sérgio Moro, na Câmara, nesta quarta-feira (12), passou a ser alvo de ataques virtuais orquestrados por apoiadores do ex-juiz, muitos deles também parte da milícia digital bolsonarista que atua nas redes.

O termo “desqualificado”, em referência a resposta que Moro deu a Braga depois que o ministro foi chamado de “capanga da milícia”, chegou aos Trending Topics do Twitter com a ajuda de robôs. Além disso, o perfil do deputado foi tomado por comentários de apoiadores de Moro e Bolsonaro, muitos deles com ameaças.

“Olá gente. Robôs e milicianos virtuais de Moro, capanga da família bolsonaro, entraram aqui pra nos intimidar. Não conseguirão. Podem vir quentes que eu estou fervendo!!!”, tuitou o parlamentar.

Capanga da milícia

O deputado federal Glauber Braga (PSOL-RJ) voltou a enfrentar o ministro da Justiça, Sérgio Moro, em audiência na Câmara dos Deputados. O parlamentar questionou o silêncio do ex-juiz federal sobre o elo da família Bolsonaro com as milícias.

“Eu não tenho outra coisa a dizer a não ser chamar o ministro da Justiça, que blinda a família Bolsonaro em relação a esses temas, de capanga da milícia. É isso que ele é”, disparou o parlamentar.

Antes de falar do ministro, Glauber criticou os parlamentares bolsonaristas presentes na sessão. “Vocês ficam inquietos com a minha fala porque querem que a milícia no Brasil não seja devidamente apontada como crime organizado porque ela faz parte da estruturação do projeto de poder dos senhores”, afirmou.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum