Glenn Greenwald “ataca PF de Moro” em nova thread

Para ele, “é fascinante como a PF - sob o controle de Moro - não tem o menor interesse em descobrir quem foi responsável pela fraude do site “Pavão Misterioso

O diretor do The Intercept Brasil, Glenn Greenwald, fez duras críticas à atuação da Polícia Federal (PF) e do ministro da Justiça Sérgio Moro em uma sequência no Twitter, na manhã deste sábado (5).

Para ele, “é fascinante como a PF – sob o controle de Moro – não tem o menor interesse em descobrir quem foi responsável pela fraude da Pavão, mesmo que tenha cometido vários crimes, incluindo documentos obviamente forjados envolvendo vários membros do Congresso e vários jornalistas”

Glenn se refere ao “Pavão Misterioso”, perfil atribuído a Carlos Bolsonaro, que estaria divulgando fake news nas redes após as reportagens do site The Intercept sobre a Vaza Jato.

O jornalista diz ainda que “crimes que irritam Moro e seus aliados são investigados agressivamente (“Spoofing”). Crimes que promovem seus interesses – como Pavão, vazamentos pela PF/MPF sobre os inimigos de Moro, ligações de Bolsonaro com milícias – são ignorados. Isso é corrupção”.

Para Glenn, “Moro usa seu poder para blindar criminosos que são aliados dele ou servem seus interesses”. Ele afirma ainda que o ex-juiz “abusou de seu poder para perseguir inimigos e proteger aliados (sobre FHC: não queria “melindrar alguém cujo apoio é importante”). E agora está fazendo isso como ministro da Justiça”.

Ao final, ele diz que a única maneira de descobrir quais os aliados de Moro e do presidente Jair Bolsonaro (PSL-RJ) que cometem os crimes de espalhar documentos e mentiras falsificadas é uma CPI das fake news.

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.