Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
11 de setembro de 2019, 10h37

Gleisi chama apoio de Bolsonaro à nova CPMF de “estelionato eleitoral”

A presidenta nacional do PT também lembrou que, durante o período eleitoral, Bolsonaro disse que não implementaria o imposto

Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

A presidenta nacional do PT, Gleisi Hoffmann, usou as redes sociais nesta quarta-feira (11) para expor sua indignação com relação ao apoio do governo de Jair Bolsonaro (PSL) à nova CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira). Gleisi lembrou que, durante o período eleitoral, Bolsonaro negou a todo custo que não implementaria o imposto. Porém, agora tem apresentado um novo discurso.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

“Vergonha alheia ver o contorcionismo q @jairbolsonaro, seus líderes e equipe fazem p/ defender a nova CPMF. Eles q bateram, denunciaram, juraram de pés juntos q não implantariam o imposto agora querem fazer crer q é necessário e justo”, disse a deputada. “Se isso não é estelionato eleitoral é o q?”, provocou.

Criada em 1997, a Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) vigorou por 11 anos após uma grande campanha de setores da direita que se colocaram como contrários à extensão do imposto até 2011. Quando, durante as eleições, se falava que Bolsonaro e Paulo Guedes poderiam promover o retorno do imposto, o então candidato dizia tratar-se de fake news.

Quase um ano depois do período eleitoral, os prognósticos se confirmaram, mas, para disfarçar a volta do imposto, o Ministério da Economia decidiu batizar a alíquota de ITF – Imposto sobre Transações Financeiras. Ela tem como objetivo substituir três impostos indiretos (IPI, PIS e Cofins).


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum