Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
28 de fevereiro de 2019, 20h32

Gleisi e Pimenta apostam: medidas de Bolsonaro farão o povo ir às ruas para reagir

Presidenta nacional do PT e líder da bancada do partido na Câmara visitam o ex-presidente Lula: “Não podemos ter o Brasil envergonhado no mundo”

Foto: Eduardo Matysiak

A presidenta nacional do PT, Gleisi Hoffmann, e o líder da bancada do partido na Câmara, Paulo Pimenta, visitaram Lula nesta quinta-feira (28) e reafirmaram as críticas ao governo de Jair Bolsonaro. Entre as medidas mais recentes, prejudicou relações comerciais vantajosas para o Brasil, como com a China e os países árabes.

“Tudo aquilo que nós construímos de 12 anos para cá está sendo desconstruído, como a Reforma da Previdência. Ou seja, é a destruição dos direitos do povo que foram ampliados e assegurados na última década. Mas não são só os direitos do povo, estão acabando também com a soberania nacional”, disse Gleisi, em contato com os integrantes da Vigília Lula Livre, após a visita.

“Não podemos ter o Brasil envergonhado no mundo, porque o que de fato o que está acontecendo é uma vergonha para os brasileiros. Com a questão dos direitos humanos, agora com essa questão do alinhamento direto aos Estados Unidos, inclusive abrindo mão de relação comercial que beneficiavam o Brasil”, afirmou.

“A relação internacional que o Brasil está adotando está colocando a nossa concretização de comércio, que conquistamos durante o governo Lula, entregando para os Estados Unidos”, acrescentou.

Ela lembrou da portaria do Ministério da Economia, desta quinta-feira (28), que retira o imposto de importação de 600 itens fabricados no Brasil. “Isso vai acabar com a indústria nacional. Quem é que vai gerar emprego neste país? Já foi assim com a taxa antidumping do leite. O que essa gente fez? Não era tirar o PT, prender o Lula que tudo se resolveria? Como é que se explica que hoje temos 12 milhões de desempregados três anos depois do golpe?”, questionou.

Gleisi convocou a militância para ir às ruas explicar o atual momento brasileiro. “Temos que falar com o povo, ir para a praça pública, bater de porta em porta, explicar para o povo o que está acontecendo. Precisamos fazer isso agora”, destacou.

“É como diz o presidente Lula. ‘Tem gente que se elege para governar, tem gente que se elege para destruir’. Quem se elegeu, essa gente que está aí, se elegeu para destruir”, completou Gleisi.

Inspiração

Paulo Pimenta disse que visitar o ex-presidente Lula é algo sempre inspirador. “Ele está aqui há quase ano, aos 73 anos, numa solitária. E hoje, até o final do Carnaval, o presidente Lula não vai receber nenhuma pessoa”, lamentou o deputado.

“Mas a gente chega lá e encontra uma pessoa que tem consciência do seu papel histórico, que tem uma noção muito clara das razões que o mantém aqui. Por tudo o que ele representa, pelo seu legado e por tudo aquilo que ele significa para o povo brasileiro”, ressaltou.

Assistam ao vídeo:

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum