Fórumcast, o podcast da Fórum
09 de agosto de 2019, 07h02

Gleisi Hoffmann diz que Lula é o plano A do PT para as eleições de 2022

Gleisi disse ainda que Bolsonaro é um "bandido na Presidência da República, que flerta com milícias, com o ilícito, com o autoritarismo, capaz de se dizer cúmplice de um assassinato"

Lula e Gleisi (Foto: Ricardo Stuckert)

A deputada federal e presidente do Partido dos Trabalhadores, Gleisi Hoffmann (PT-PR), disse em entrevista ao portal Universa, do UOL, que não vê “nada de bom no governo Bolsonaro”, com exceção do 13º da Bolsa Família e a retirada da inflação do programa. “É um governo com projeto de destruição. O Bolsonaro é um ser folclórico”, completa.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

Gleisi também comentou sobre as eleições de 2022, afirmando que há possibilidade do PT disputar as eleições com Lula, deixando o nome de Haddad como “plano B”.  “Lula é uma grande liderança do partido e, tendo condições de disputar, não teria dúvidas de que o PT disputaria com ele”, afirma.

A deputada não economizou críticas ao capitão reformado. Disse que, nesses 7 meses de mandato, Bolsonaro “não teve uma proposta sequer para tirar o povo da crise”, chamando-o, em seguida, de um “bandido na Presidência da República, que flerta com milícias, com o ilícito, com o autoritarismo, capaz de se dizer cúmplice de um assassinato, de um desaparecimento político no Brasil”. Hoffmann se referiu à fala de Bolsonaro sobre o desaparecimento de Fernando Santa Cruz durante a ditadura militar, ao dizer que Santa Cruz fazia parte do grupo “mais sanguinário” do movimento Ação Popular e que “veio a desaparecer” no Rio de Janeiro. Santa Cruz foi, na verdade, preso e morto por militares durante o regime militar.

Ao ser questionada sobre as críticas que recebe, sendo taxada de “louca” por atitudes como a ida à posse do ditador venezuelano Nicolás Maduro, Gleisi acredita que ser reflexo do fato de ser uma mulher na política. “Os homens são mais enfáticos, são compreendidos. Ninguém os chama de loucos. Quando é uma mulher, e eles perdem a razão, aí vem argumentos como esses”.

 

 


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum