Gleisi rebate provocação de Moro: “Destruiu 4,4 milhões de empregos”

A presidenta do PT, Gleisi Hoffmann, citou dados de pesquisa do Dieese para criticar comentário de Moro contra ela

Durante entrevista ao Jornal da Fórum nesta quinta-feira (25), a deputada federal Gleisi Hoffmann (PT-PR), presidenta nacional do PT, reforçou as críticas ao ex-juiz e ex-ministro Sergio Moro, pré-candidato à Presidência pelo Podemos. Gleisi ironizou um comentário feito por Moro contra ela e disse que o ex-juiz destruiu milhares de empregos.

Na segunda-feira (21), a parlamentar também participou do Jornal da Fórum e criticou o papel de Moro na destruição da Petrobras. A fala dela foi distorcida pela revista Veja e criticada pelo ex-juiz. “Diferentemente dos adversários, nosso projeto será fundado em fatos, na verdade e na Justiça. E vamos discutir o que importa: redução da inflação, geração de empregos e combate à corrupção”, disse Moro na quarta-feira (24) sobre o comentário de Gleisi.

A declaração de Gleisi que incomodou o ex-juiz na quarta-feira foi a seguinte: “É uma sandice esse negócio de vender a Petrobras, de privatizar uma empresa como a Petrobras. Os EUA fazem guerra com o mundo pelo petróleo. Invadem países, matam, fazem de tudo. Aqui não. Aqui eles só precisaram do Moro, que foi treinado no Departamento de Justiça norte-americano, junto com sua equipe, pra fazer o desmonte da Petrobras, que é a maior empresa que nós temos no Brasil e uma das maiores do mundo”.

A presidenta do PT, então, fez questão de criticar novamente a atuação do ex-juiz contra a Petrobras nesta quinta-feira. “Eu tinha feito uma fala sobre questão da Petrobras, de que ela foi entregue aos interesses dos Estados Unidos pelas mãos do Moro. A Lava jato propiciou que mudasse o marco regulatório do pré-sal, que se quebrassem as empresas que constituíam os investimentos em petróleo e gás e transformaram a Petrobras em uma empresa que hoje só busca lucro dos acionistas privados. A responsabilidade disso é de Moro, que criminalizou a Petrobras e entregou os segredos para o Departamento de Justiça dos Estados Unidos”, afirmou durante entrevista ao jornalista Luís Costa Pinto, no Jornal da Fórum.

“No Twitter, Moro disse que não queria debater a Petrobras, queria debater corrupção, inflação e geração de empregos… É muito engraçado ele dizer isso, que quer debater geração de empregos. Moro foi responsável pela destruição de 4,4 milhões de empregos e pelo impedimento de investimento de R$ 170 bilhões na cadeia de petróleo e gás”, completou Gleisi. “Isso foi por ação dele, ele tem que saber o que ele fez contra o Brasil”, agregou.

Os números citados por Gleisi fazem parte de estudo do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), em março de 2021. Confira aqui.

Assista à entrevista de Gleisi ao Jornal da Fórum

Avatar de Lucas Rocha

Lucas Rocha

Lucas Rocha é formado em jornalismo pela Escola de Comunicação da UFRJ e cursa mestrado em Políticas Públicas na FLACSO Brasil. Carioca, apaixonado por carnaval e pela América Latina, é repórter da sucursal do Rio de Janeiro da Revista Fórum e apresentador do programa Fórum Global

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR