Fórumcast #20
16 de julho de 2019, 10h16

Glenn diz que “Verdevaldo” é nome infantil usado por bolsonaristas: “Esse é o nível em que eles estão”

"É tudo para distrair sua atenção do comportamento de Moro, Deltan e Lava Jato. Essa é a única tática deles", tuitou Glenn em referência a uma postagem da deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP), que o chamava pelo "apelido", que é uma pretensa tradução de seu sobrenome

Glenn Greenwald (Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado)

Glenn Greenwald, editor do The Intercept Brasil, usou as redes sociais nesta terça-feira (16) para comentar o “apelido” que os bolsonaristas têm dado a ele: “Verdevaldo” – que seria uma “tradução” de se sobrenome Greenwald. O jornalista classificou a atitude como infantil e como uma forma de distração.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

“Sim, é um membro real do Congresso que usa um nome infantil para se referir a mim. Esse é o nível em que eles estão. É tudo para distrair sua atenção do comportamento de Moro, Deltan e Lava Jato. Essa é a única tática deles”, tuitou Glenn em referência a uma postagem da deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP), que o chamava pelo “apelido”.

Ele ainda comentou sobre uma “obsessão” dos bolsonaristas por ele, que utilizam uma tática de centrar os ataques no jornalista e no The Intercept para fingir que veículos da grande mídia, como Folha Veja, não estão reportando as mensagens do Vaza Jato. “Isto é o que eu quis dizer com a obsessão pessoal bizarra que os defensores de Bolsonaro/Moro têm: eles atribuem isso a mim mesmo que o material sobre Deltan tenha sido reportado por Folha e outros no The Intercept Brasil. Eles fingem que foi só eu, porque essa é a tática enganosa deles”, comentou.

Veja também:  Padre que ministra curso sobre maconha medicinal critica Osmar Terra: "Não tem base científica"

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum