Um dia após lançamento pela Globo de candidatura Eduardo Leite, Aécio fala que PSDB pode acabar em 2022

O ex-governador diz apostar na terceira via, nem que ela venha de fora do ninho tucano

O deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG) parece mesmo apostar em uma candidatura fora do seu partido. Um dia depois do Jornal Nacional da Rede Globo lançar a candidatura do governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), o ex-governador mineiro e candidato derrotado às eleições presidenciais de 2014 resolveu apostar na terceira via em entrevista ao Metrópoles.

Nem que, para isso, ela venha de fora do ninho tucano.

“Acho que o PSDB tem de ter muito juízo. O que eu temo é que uma candidatura que surja única e exclusivamente em razão de uma vontade pessoal ou da força de uma determinada máquina política possa nos levar ao definhamento”, afirmou.

Aécio disse ainda: “se essa polarização se confirmar, ela vai gerar um cansaço tamanho na população que, depois de 2022, vai voltar a ter um espaço maior para partidos como o PSDB, que tem projetos para o país, que pensa o país do ponto de vista da economia, do ponto de vista social, que tem uma história para propagar. O PSDB tem que tomar um cuidado grande para não acabar nesta eleição. Tem que ter um cuidado grande para não tomar um caminho errado de isolamento absoluto e voltarmos amanhã como um partido nanico na Câmara dos Deputados”, disse.

Sobre as possíveis candidatura pela terceira via, Aécio afirmou: “acho bom que se discuta internamente esse nome. Esse pré-candidato deve se reunir com outras forças políticas e, se ele obtiver apoios substantivos, poderá vir a ser o candidato. Mas, se não obtiver, deverá ter a responsabilidade de construir esse apoio em torno de outra candidatura, mesmo que não seja do PSDB”, defendeu o deputado.

Ao final, o ex-governador ainda criticou os tucanos, como o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que aderiram ao Fora Bolsonaro:

“Eu estou no time do PSDB. Eu não sou do time do Bolsonaro nem do time do Lula. Eu acho que a negação de um significa a aceitação do outro. Eu sou um fervoroso defensor de uma terceira via”, disse.

Com informações do Metrópoles

Publicidade
Avatar de Julinho Bittencourt

Julinho Bittencourt

Jornalista, editor de Cultura da Fórum, cantor, compositor e violeiro com vários discos gravados, torcedor do Peixe, autor de peças e trilhas de teatro, ateu e devoto de São Gonçalo - o santo violeiro.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR