Globo também pagou R$ 450 mil por palestras de Lula como a Odebrecht: Foi propina?

A informação, divulgada de forma sensacionalista pelos sites apoiadores de Bolsonaro, é de conhecimento público desde 2015, quando o próprio Instituto Lula divulgou a lista de contratantes de palestras do ex-presidente

Um dos principais propagadores de fake news pró Jair Bolsonaro nas redes, o site Jornal da Cidade Online, atribuído ao “jornalista José Tolentino”, divulgou nota nesta sexta-feira (27) com a pretensão de atribuir à Rede Globo uma suposta propina a Lula em razão de uma das empresas do grupo, a Infoglobo, constar na lista de empresas que contrataram palestras do ex-presidente.

“A Polícia Federal (PF), apresentou o relatório que indiciou o ex-presidiário Lula por receber propinas disfarçadas de doações através de sua empresa, na qual faz palestras, a Lils Palestras e Eventos LTDA. Segundo o relatório, a Infoglobo Comunicação e Participações, transferiu para a empresa do petista mais de 450 mil de reais no ano de 2013”, relata a nota, copiada do portal R7, site do grupo Record, do bispo Edir Macedo.

No entanto, a informação, divulgada de forma sensacionalista pelos sites apoiadores de Bolsonaro, é de conhecimento público desde 2015, quando o próprio Instituto Lula divulgou a lista de contratantes de palestras do ex-presidente, entre elas a que foi paga pelo Infloglobo para ser realizada na Associação Comercial do Rio de Janeiro em 2013.

Colunistas fake
Segundo reportagem da agência de checagem Aos Fatos, o portal Jornal da Cidade Online, forte difusor de notícias falsas em favor de Jair Bolsonaro nas últimas eleições, usa “perfis apócrifos” com imagens modificadas para publicar artigos agressivos contra magistrados e políticos.

Os colunistas Amanda Acosta e Otto Dantas são, segundo o Aos Fatos, os perfis falsos. A foto de Costa seria uma modificação de uma imagem da escritora infanto-juvenil Thalita Rebouças, enquanto a imagem de Dantas seria uma alteração de exemplar de banco de imagens.

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.