No rastro do óleo do Nordeste
25 de setembro de 2019, 12h06

Golpe de Eduardo Bolsonaro visa impedir candidatura de Joice à prefeitura de SP

Se o PSL não der a legenda a Joice para concorrer, é provável que a deputada decida migrar para outro partido. Segundo ela, não há mais ninguém no PSL com tanta "musculatura" para a prefeitura de SP

Montagem

O diretório estadual do PSL, presidido pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), aprovou nesta semana uma nominata para criar um órgão na esfera municipal e, assim, ter o poder de lançar um novo nome à próxima campanha eleitoral na prefeitura de São Paulo. Medida bate de frente com as intenções de candidatura da deputada Joice Hasselmann, que já havia lançado seu nome na disputa antes mesmo de uma decisão formal do partido.

Outro ponto que complica a situação para Joice é o fato do nome de Edson Salomão – chefe de gabinete do deputado estadual Douglas Garcia e líder do Movimento Conservador – aparecer como futuro presidente do diretório. Salomão é um desafeto de Joice, um dos críticos de sua candidatura precoce à prefeitura de SP.

A lista com os nomes de quem deve ocupar o diretório municipal deve ser submetida ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nesta semana. Segundo o TSE, cabe ao diretório municipal de cada partido promover sua convenção para a escolha de candidatos.

De acordo com reportagem de Guilherme Caetano, do O Globo, se o PSL não der a legenda a Joice para concorrer, ela pode migrar para outro partido. A deputada diz não haver mais ninguém no PSL com tanta “musculatura” para concorrer à prefeitura de SP, hoje ocupada por Bruno Covas.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum