O que o brasileiro pensa?
20 de novembro de 2019, 07h14

Golpistas bolivianos querem que o legislativo acelere o processo para novas eleições

Governo provisório tem menos de 90 dias para realizar um novo pleito

Uma semana depois de ter tomado a força o poder na Bolívia, os golpistas que estão comandando o país pressionam o legislativo local para que os trâmites para uma nova eleição no país seja feita da forma mais rápida possível. O novo governo pede que a convocação de um novo pleito seja feita em um prazo de dois dias.

A tensão no país após o golpe é cada vez maior. Nesta terça-feira (19), três pessoas morreram e 30 ficaram feridas quando militares tentaram acessar uma refinaria que estava ocupada por apoiadores do ex-presidente Evo Morales. Desde que a ex-senadora Jenine Áñez assumiu a presidência do país a situação da ordem pública boliviana se agrava cada vez mais.

A Assembleia Legislativa da Bolívia tem em sua maioria integrantes do Movimento ao Socialismo (MAS), e ainda não debateu uma nova lei que pode convocar novas eleições no país. Uma sessão para definir este assunto está marcada para esta quarta-feira (20).

Um decreto, assinado por Áñez, isentou o exército e a polícia de responsabilidade criminal se eles agirem proporcionalmente e em legítima defesa. A decisão foi amplamente rejeitada por vários setores do país.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum