Fórumcast, o podcast da Fórum
11 de julho de 2019, 13h18

Governo Bolsonaro quer 108 novas escolas “cívico-militares” até 2023

O MEC anunciou um plano que pretende aumentar em mais de 50% o numero de escolas cívico-militares no país até o fim do mandato de Jair Bolsonaro; atualmente há 203 centros de ensino deste tipo

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Comprometido em expandir o ensino militar no Brasil, o Ministério da Educação (MEC) anunciou nesta quinta-feira (11) um plano que pretende aumentar em mais de 50% o numero de escolas “cívico-militares” no país, uma das propostas de campanha de Jair Bolsonaro.

Segundo o MEC, atualmente existem 203 centros voltados ao ensino baseado na doutrina militar com atuação de civis. Esse número pode subir para 315 até 2023, com a proposta de criação de 27 escolas por ano, uma em casa unidade da federação, com o apoio dos governos estaduais.

O termo “cívico-militar” tem sido usado para evitar confusão com as “escolas militares”, que são comandadas exclusivamente pelas Forças Armadas e estão fora da jurisdição do MEC.

O planejamento anunciado pelo ministro Abraham Weintraub ainda pretende fortalecer 28 centros existentes por ano, totalizando 112 até o fim do mandato de Bolsonaro.

A medida pode aproximar a ala olavista do governo da ala militar, que frequentemente entram em guerra. Weintraub é um notório seguidor de Olavo de Carvalho.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum