Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
29 de janeiro de 2020, 07h58

Governo Bolsonaro tem menor gasto em 11 anos com prevenção de desastres

Chuvas vêm provocando inúmeras mortes e prejuízos em diversos estados do país. Em Minas Gerais, por exemplo, 53 pessoas morreram nos últimos cinco dias

Chuvas em Minas Gerais provocaram mais de 50 mortes (Foto: Defesa Civil de MG)

O governo de Jair Bolsonaro gastou menos de um terço do orçamento previsto para prevenção de desastres naturais no país, como cheias e inundações. Com isso, o investimento em projetos do tipo atingiu o menor patamar em 11 anos. Ao mesmo tempo, chuvas vêm provocando inúmeras mortes e prejuízos em diversas cidades do país.

A verba para ações de prevenção de desastres naturais em 2019 era de R$ 306,2 milhões, valor baixo em comparação aos anos anteriores. Em 2012, o orçamento era de R$ 4,2 bilhões em valores corrigidos pela inflação. Além disso, do total reservado para o ano passado, apenas R$ 99 milhões foram utilizados.

A parcela destinada a obras contra cheias e inundações, de R$ 167,4 milhões, até então não foi liquidada. As chuvas, no entanto, não param de fazer vítimas pelo país. Desde outubro, 64 pessoas morreram em Minas Gerais por conta disso, um recorde dos últimos cinco anos.

A maioria das mortes registradas na última semana foram em casos de soterramento, desabamento e desmoronamento de terra. Com o solo encharcado e sem estrutura, os deslizamentos de terra derrubaram casas em várias cidades.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum