Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
29 de dezembro de 2019, 07h25

Grupo ligado a deputado Bolsonarista é investigado por divulgar vídeo batendo em boneco com máscara de Gilmar Mendes

Após denúncia de Joice Hasselmann na CPI das fake news, Alexandre de Moraes mandou investigar o grupo ligado ao deputado Douglas Garcia denominado Movimento Conservador

Douglas Garcia, Eduardo Bolsonaro e Edson Salomao (Reprodução/Facebook)

A denúncia, de acordo com nota do Painel, da Folha, deste domingo (29), foi da deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) na CPMI das Fake News.

Segundo ela, o grupo denominado Movimento Conservador, da cidade de São José dos Campos, publicou vídeo em que usa armas de brinquedo e bate em um boneco vestido de preto com uma máscara do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

O colega Alexandre de Moraes determinou a busca e apreensão na casa de Edson Saraiva, na semana passada e mandou a Polícia Federal (PF) colher depoimento de uma pessoa de São José.

Saraiva, além de presidente do Movimento Conservador, é chefe de gabinete do deputado estadual Douglas Garcia (PSL-SP). Na foto que ilustra este texto os dois aparecem ao lado do deputado federal Eduardo Bolsonaro. A medida foi tomada no âmbito do inquérito aberto para apurar notícias falsas contra integrantes do Supremo.

“Moção de aplauso” a Augusto Nunes

O deputado estadual Douglas Garcia é o mesmo que protocolou, em novembro, uma “moção de aplauso” para o jornalista Augusto Nunes. O comentarista da Jovem Pan agrediu fisicamente o jornalista Glenn Greenwald no programa Pânico. Como resposta, parlamentares paulistas alegam que Garcia defende atos de agressão e violência, e vão representar contra ele no Conselho de Ética da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp).

Gay transfóbico

Em abril deste ano, após um discurso transfóbico contra a deputada Erica Malunguinho (PSOL-SP), Douglas Garcia assumiu que é homossexual. A revelação em seu nome foi feita por sua correligionária, deputada Janaína Pachoal, e confirmada por ele na sequência.

“Ele tomou uma decisão e como ele está um pouco abalado, ele pediu para eu fazer essa comunicação por ele. Porque hoje depois de 25 anos ele conseguiu conversar com os pais dele e dizer que é homossexual”, revelou a deputada na tribuna da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp).


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum