#Fórumcast, o podcast da Fórum
23 de outubro de 2019, 15h38

Grupos de Whatsapp bolsonaristas pressionam Barroso a pedir vistas no processo de segunda instância

O administrador de uma das maiores plataformas de grupos desse tipo, o ZapBrasil, que até recentemente se chamava ZapBolsonaro, convocou seus integrantes para que liguem e mandem e-mails ao gabinete do ministro do STF

O ministro Luís Roberto Barroso - Foto: Carlos Moura SCO STF

A rede bolsonarista está se movimentando para pressionar o Supremo Tribunal Federal (STF), com o objetivo de evitar a aprovação da tese que impede a prisão de condenados em segunda instância, que está sendo apreciada na Corte. A ação pode beneficiar o ex-presidente Lula.

Grupos de Whatsapp, ligados a Jair Bolsonaro, prevendo que a manutenção da prisão de condenados em segunda instância tem grandes chances de ser derrotada no STF, resolveram recorrer à tentativa de protelação, de acordo com informações da coluna de Chico Alves, do UOL.

O administrador de uma das maiores plataformas de grupos de Whatsapp, o ZapBrasil, que até recentemente se chamava ZapBolsonaro, convocou seus integrantes para que liguem e mandem e-mails para o gabinete do ministro Luís Roberto Barroso. A ideia é pedir que ele peça vistas no processo na sessão desta quarta-feira (23). “Isso vai provocar o adiamento do mesmo”, explica o texto.

Proximidade

A escolha de Barroso para a missão tem uma explicação. No final de setembro, diálogos divulgados pelo jornalista Reinaldo Azevedo e pelo editor do The Intercept Brasil, Leandro Demori, revelaram proximidade entre o ministro e o procurador Deltan Dallagnol, a ponto de o juiz ter se tornado uma espécie de consultor do procurador. O chefe da força-tarefa da Lava Jato foi um dos que mais contribuíram para a prisão de Lula.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum