Guedes reclama de aumento da expectativa de vida: “Querem viver 100 anos”

No início da pandemia, equipe do ministro acreditava que mortes geradas pela Covid poderiam ser benéficas em termos econômicos

Na mesma reunião em que afirmou que “o chinês inventou o vírus” e a “vacina dele é menos eficiente que a do americano”, o ministro da Economia, Paulo Guedes, criticou o aumento da expectativa de vida no Brasil.

“Todo mundo quer viver 100 anos, 120, 130 (anos). Não há capacidade de investimento para que o Estado consiga acompanhar, afirmou o ministro nesta terça-feira (27) durante o Conselho de Saúde Suplementar, apontando que o envelhecimento populacional aumenta a demanda por serviços públicos de saúde.

A fala do ministro faz lembrar a notícia da agência Reuters que apontava que, no início da pandemia da Covid-19, assessores de Guedes minimizavam a doença e chegavam a enxergá-la de forma positiva para equilibrar o déficit previdenciário.

“É bom que as mortes se concentrem entre os idosos… Isso melhorará nosso desempenho econômico, pois reduzirá nosso déficit previdenciário”, teria dito a economista Solange Vieira, que comanda a Superintendência de Seguros Privados por indicação de Guedes, em reunião com o Ministério da Saúde. Ela foi uma das figuras centrais na Reforma da Previdência e chegou a ser cotada para presidir o BNDES.

China

A declaração desastrada do ministro foi dada no mesmo encontro em que o ministro disparou ataques contra a China. “O chinês inventou o vírus e vacina dele é menos eficiente que a do americano. O americano tem 100 anos de investimento em pesquisa”, disse. Ele não sabia que a transmissão estava sendo exibida ao vivo pelo Ministério da Economia.

General Ramos e a vacinação escondida

Quem também complicou o governo na reunião foi o ministro da Casa Civil, general Luiz Eduardo Ramos. O militar afirmou que tomou vacina escondido para “não criar caso”, dando a entender que Bolsonaro teria ficado insatisfeito com a imunização.

Publicidade

Com informações do Correio Braziliense, do Metrópoles e do Estado de Minas

Avatar de Lucas Rocha

Lucas Rocha

Lucas Rocha é formado em jornalismo pela Escola de Comunicação da UFRJ e cursa mestrado em Políticas Públicas na FLACSO Brasil. Carioca, apaixonado por carnaval e pela América Latina, é repórter da sucursal do Rio de Janeiro da Revista Fórum e apresentador do programa Fórum Global

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR