Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
28 de junho de 2018, 13h50

Guilherme Boulos critica ministro do Turismo de Temer: “Machismo mata”

Para pré-candidato do PSOL, Vinicius Lummertz “resolveu sair do anonimato para dizer que ‘não morreu ninguém’ quando um grupo de brasileiros assediou sexualmente uma mulher na Rússia. O Brasil tem 135 estupros e 12 assassinatos de mulheres por dia”

Continua repercutindo muito mal a declaração de Vinicius Lummertz, ministro do Turismo de Michel Temer. O titular da pasta tentou minimizar os vídeos de brasileiros, que se aproveitaram do desconhecimento do idioma português de uma torcedora russa para fazê-la repetir palavras chulas de cunho sexual. O pré-candidato à presidência da República, Guilherme Boulos (PSOL), usou o Twitter para criticar Lummertz.

“Ministro do Turismo de Temer resolveu sair do anonimato para dizer que ‘não morreu ninguém’ quando um grupo de brasileiros assediou sexualmente uma mulher na Rússia. O Brasil tem 135 estupros e 12 assassinatos de mulheres por dia. Machismo mata!”, tuitou Boulos.

Segundo o ministro, “a repercussão foi grande por causa das redes sociais, não pelo fato em si. Porque não morreu ninguém, ninguém foi assassinado. Perante o mundo real, eu entendo o simbolismo, mas o simbolismo não representa nada estatisticamente”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum