Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
02 de julho de 2019, 09h39

Haddad chama Olavo de Carvalho de “lixo humano”: “você e seu mito estão a milhas do meu calcanhar!”

O guru de Bolsonaro postou matéria onde Haddad teria virado réu em processo que já está arquivado

Foto: Eduardo Matysiak

O ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, reagiu de maneira virulenta a um tuíte do guru do presidente Jair Bolsonaro, o escritor Olavo de Carvalho, que postou matéria antiga do Globo, nesta terça-feira (2), onde o ex-prefeito teria virado réu por corrupção e lavagem de dinheiro.

“Esta já foi arquivada, lixo humano! Você e seu mito estão a milhas do meu calcanhar!”

Relembre o caso

O processo a que se refere Olavo de Carvalho, conforme explica Haddad, foi de fato arquivado e o ex-prefeito inocentado.

A denúncia do Ministério Público do Estado apontou que o empreiteiro Ricardo Pessoa, delator da Operação Lava Jato, teria pago com valores de caixa 2, dívidas de campanha do ex-prefeito com gráficas em troca de futuros benefícios para sua empresa, a UTC Engenharia.

A ação havia sido aberta em 19 de novembro pelo juiz Leonardo Valente Barreiros, da 5ª Vara Criminal da Capital, que acolheu parcialmente denúncia da Promotoria. O magistrado rejeitou parte da acusação que imputava ao ex-prefeito o crime de quadrilha.

Segundo o voto do relator, desembargador Vico Mañas, a denúncia não esclarece qual a vantagem pretendida pelo empreiteiro, uma vez que os interesses da UTC foram contrariados pela gestão municipal, que chegou a cancelar um contrato já assinado com a empresa para a construção de um túnel na Avenida Roberto Marinho.

O representante do Ministério Público junto ao Tribunal, Mauricio Ribeiro Lopes, concordou também com a tese da defesa, destacando que a acusação falhou na descrição do crime e que não foram trazidos elementos que justificassem a ação penal.

Para os advogados do ex-prefeito de São Paulo, Pierpaolo Cruz Bottini e Leandro Racca, “o Tribunal reconheceu as falhas da acusação e a inexistência de benefícios indevidos para a UTC na gestão Fernando Haddad. O próprio Ministério Público concordou com a inviabilidade do processo penal contra o ex-prefeito. A decisão põe um ponto final a uma injustiça que durava meses”, afirmam os advogados.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum