segunda-feira, 21 set 2020
Publicidade

Haddad comenta artigo de Gregório Duvivier: “Quantos anos a gente voltou só no ano passado?”

O ex-candidato à presidência, Fernando Haddad (PT), compartilhou em suas redes sociais nesta quarta-feira () o artigo do humorista Gregório Duvivier, ator do Porta dos Fundos, sobre os retrocessos que o Brasil presenciou no decorrer de 2019. Haddad destaca o trecho no qual Duvivier afirma que a eleição de Jair Bolsonaro fez o país voltar para 1964, ano marcado pelo golpe militar.
“No final de 2015 estávamos em 2010, e com o impeachment de 2016 voltamos pra 2002. O MDB no poder em 2017 nos levou a 1985. E a eleição de Bolsonaro jogou a gente pra 1964. Vamos inventar um futuro e, se tudo der certo, esse ano só termina no ano que vem”, escreveu o ex-prefeito, citando trecho do artigo.
No texto, Duviver também comenta que, para ele, 2019 fez o Brasil retroceder para 1930. “Grupos integralistas promovem atentados pra barrar a ameaça comunista. O slogan do governo, ‘Brasil acima de tudo’, é a tradução perfeita de ‘Deutschland Über Alles’. Assim como naquela década, o mundo está se dividindo em dois, e a gente tá pendendo pro lado errado”, escreveu o humorista.
Em outro trecho, Duvivier destaca que o Brasil não é mais visto como o país do futuro. “O Brasil acabou se tornando o país do futuro do pretérito. A renda que deveria ter sido distribuída, a terra que seria repartida, a vida inteira que poderia ter sido e que não foi. Tosse, tosse, tosse”, afirma.
Confira:

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.