Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
24 de agosto de 2019, 10h25

Haddad: “Juiz me condenou por algo de que nem sequer fui acusado”

"Provei que o delator estava mentindo, mas o juiz, para minha perplexidade, me condenou por algo que sequer fui acusado", argumenta Haddad em artigo na Folha de S.Paulo

Fernando Haddad (Foto: Lula Marques)

Em artigo na Folha de S.Paulo neste sábado (24), o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, esclareceu novamente os pontos da decisão do juiz eleitoral Francisco Carlos Inouye Shintate, que o condenou nesta semana por caixa dois em campanha eleitoral para a Prefeitura da capital paulista em 2012.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

“Provei que o delator estava mentindo, mas o juiz, para minha perplexidade, me condenou por algo que sequer fui acusado”, declara Haddad.

Segundo o petista, Shintate promoveu uma manobra judicial para que pudesse condená-lo em função de uma única delação, sem provas e contrariando todos os depoimentos do processo.

“Vejam que a acusação de receber vultosos recursos de caixa dois para pagar serviços gráficos não declarados — hipótese afastada pelo juiz — se transformou, em função de um frágil elemento de convicção, em condenação por pequenos serviços declarados e supostamente não realizados, pagos com recursos lícitos. Uma inversão, no mínimo, extravagante: pagar notas frias com dinheiro quente”, relatou.

De acordo com Haddad, depois de afastar a hipótese de corrupção, improbidade ou qualquer crime doloso, “o juiz, contrariando todos os depoimentos, entendeu que nenhum serviço gráfico havia sido prestado, nem para o diretório estadual (não declarados) nem para a minha campanha (declarados), tomando como base a evolução da conta de energia elétrica da gráfica”.

Leia o artigo na íntegra


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum