Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
07 de agosto de 2018, 12h18

Haddad: “Não podemos esperar mais 49 anos por pedido de desculpas da Globo”

Candidato a vice na chapa de Lula, Fernando Haddad concedeu entrevista a blogueiros progressistas e lembrou que a emissora só pediu desculpas por ter apoiado a ditadura em 2013. "Não temos 49 anos para um pedido de desculpas sobre o que fazem com Lula", afirmou. 

O vice-candidato a presidência Fernando Haddad concedeu entrevista aos blogueiros progressistas nesta terça-feira (7), onde falou sobre o programa de governo, criticou os retrocessos e perdas de direitos nestes dois anos de governo Temer e defendeu o ex-presidente Lula.

Segundo Haddad, “estão vendendo o país e cortando direitos sociais, políticos e civis do cidadão. A Constituição de 1988 está em jogo. Estamos vendo a criminalização dos movimentos sociais e o fim dos direitos trabalhistas”.

O ex-prefeito de São Paulo afirmou ainda que deseja, no dia 15, o registro da candidatura Lula. “É muito grave o que acontece no Brasil, não vamos naturalizar. Isso é um equívoco histórico. Não apresentam uma prova contra Lula. A Globo demorou 49 anos para pedir desculpas do apoio ao golpe de 1964. Não temos 49 anos para um pedido de desculpas. Não temos esse tempo”, destacou, lembrando do editorial do jornal O Globo de 2013, que reconheceu o erro do apoio aos militares.

Ele criticou duramente a condenação do ex-presidente: “Como condenam uma pessoa por ato de ofício indeterminado. A tipificação do crime de corrupção exige que se diga qual foi o ato. A segunda acusação é surrealista. Lavagem de dinheiro? Como assim, que dinheiro? Um apartamento que está de posse e propriedade da construtora, onde está o dinheiro lavado?”.

Haddad disse também que é muito difícil visitar Lula em Curitiba, é “uma dor muito grande”. Lula está preso há quatro meses. Se ele não for candidato, o ex-prefeito de São Paulo será junto com Manuela D’Ávila de vice.

Assista a seguir a íntegra da entrevista, onde Haddad também defende participação popular nas decisões, principalmente em relação à Petrobras. “Vamos blindar a democracia brasileira de grupos estrangeiros ávidos por buscar a nossa riqueza.”


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum