O que o brasileiro pensa?
31 de maio de 2020, 19h57

Haddad: “O neonazista é antes de tudo um covarde”

O ex-ministro celebrou a mobilização de antifascistas e criticou a repressão da PM

Foto: Lula Marques

O ex-ministro Fernando Haddad criticou neste domingo (31) os grupos neonazistas que têm emergido diante da radicalização dos bolsonaristas. Neste domingo (31), o país foi tomado por mobilizações antifascistas que ocorreram em diversas capitais.

“O neonazista é, antes de tudo, um covarde. Mas, em geral, se assume como neonazista. O neonazista brasileiro, dissimulado, é ainda mais covarde que o norte-americano. É uma espécie de cópia xerográfica de uma nota de três reais”, tuitou o candidato do PT nas eleições de 2018.

Apesar do presidente Jair Bolsonaro chamar os movimentos antifascistas de terroristas e da utilização de símbolos neonazistas e fascistas, os movimentos convocados por bolsonaristas não se assumem neonazistas e afirmam ser “fake news” qualquer paralelo feito.

Mais cedo, Haddad criticou a repressão contra os movimentos antifascistas. “Estava comemorando o fato da Paulista Aberta voltar a ser o palco da democracia e a repressão começa. Não deterão o antifascismo. Democracia sempre!”, declarou.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum