Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
23 de março de 2019, 15h23

Haddad sobre a crise no MEC: “O presidente não tem pulso para demitir e o ministro não tem vergonha na cara”

Após polêmicas e confusões, Ricardo Vélez Rodríguez está proibido de nomear assessores dentro do seu próprio ministério

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

O ex-prefeito de São Paulo e candidato a presidente pelo PT, Fernando Haddad, usou sua conta do Twitter para criticar a condução do governo em relação à crise no Ministério da Educação.

“A maior crise pela qual passa este governo é no MEC. O presidente não tem pulso para demitir e o ministro não tem vergonha na cara para demitir-se. ‘“Vélez fica no cargo, mas não pode nomear mais ninguém”’, postou Haddad, junto a uma reportagem sobre o fato de que Ricardo Vélez Rodríguez estar proibido de nomear assessores.


O ministro, muito desgastado, se equilibra no cargo, embora já exista uma movimentação de bastidores para tirá-lo da pasta. Diante de nova crise, Jair Bolsonaro decidiu assumir a condução do caso, embora isso não represente o desfecho da crise do MEC.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum