Fórumcast, o podcast da Fórum
11 de setembro de 2018, 17h24

#HaddadÉLula está entre os assuntos mais comentados do mundo

A tag que faz referência à oficialização da candidatura de Fernando Haddad à presidência como substituto de Lula é o assunto mais comentado do Twitter no Brasil e está nos 'trending topics' mundiais

Haddad com a máscara de Lula. Foto: Ricardo Stuckert

Na manhã desta terça-feira (11), em reunião fechada, a cúpula do PT confirmou a oficialização da candidatura de Fernando Haddad à presidência, com Manuela D’Ávila (PCdoB), como candidata a vice. A decisão, que partiu de Lula, preso em Curitiba, visa garantir o registro da chapa “O Povo Feliz de Novo” nas eleições deste ano visto que a candidatura do ex-presidente foi impugnada pela justiça eleitoral, que ainda deu o dia de hoje como prazo máximo para que a coligação indique um substituto.

Desde então, o assunto dominou as redes sociais e a tag #HaddadÉLula, que faz referência à substituição, atingiu o primeiro lugar dos trending topics do Twitter no Brasil. O assunto também está entre os mais comentados do mundo.

O anúncio público da candidatura de Haddad acontece neste momento na vigília Lula Livre, que fica nas proximidades da superintendência da Policia Federal em Curitiba, onde o ex-presidente está preso.

Na última pesquisa Datafolha, divulgada na noite desta segunda-feira (10), Haddad já aparece empatado tecnicamente com Ciro Gomes (PDT), Marina Silva (Rede) e Geraldo Alckmin (PSDB) em segundo lugar nas intenções de voto, mesmo sem ter sido, ainda, oficializado como candidato. Com a formalização de sua candidatura, o ex-prefeito passará a participar dos debates de TV, ser colocado como candidato no programa eleitoral e ter cobertura de suas agendas de campanha nos jornais e noticiários.

Confira, abaixo, parte da repercussão da tag #HaddadÉLula.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum