sábado, 24 out 2020
Publicidade

Ibope coloca Russomanno na liderança, seguido de Covas e Boulos na disputa à Prefeitura de São Paulo

Bruno Covas e Celso Russomanno também lideram os índices de rejeição, com 30% e 24%, respectivamente - Boulos tem 8%. Na pesquisa espontânea, indecisos chegam a 56%

O Ibope divulgou neste domingo (20) sua primeira pesquisa sobre a disputa eleitoral para a prefeitura de São Paulo. O levantamento mostra o deputado federal e apresentador de televisão Celso Russomanno (Republicanos) na primeira colocação, com 24% das intenções de voto. Ele é seguido pelo atual prefeito, Bruno Covas (PSDB), com 18%, e o líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Guilherme Boulos (PSOL), com 8%, em situação de empate técnico com Márcio França (PSB), que tem 6%.

Neste sábado (19), Jair Bolsonaro divulgou um vídeo de Russomanno defendendo seu governo sobre as medidas para conter a alta do arroz e selou de vez o apresentador, ligado à bancada evangélica, como seu candidato na capital paulista.

A pesquisa do Ibope, divulgada pelo jornal O Estado de S.Paulo, mostra ainda um desempenho pífio de Jilmar Tatto, candidato do PT, com 1% das preferências de voto, o mesmo porcentual do deputado Orlando Silva (PCdoB), do ex-tucano Andrea Matarazzo (PSD), de Levy Fidelix (PRTB) e Vera Lucia (PSTU). Marina Helou (Rede) e Filipe Sabará (Novo) também têm 1%, segundo o Ibope.

Os ex-bolsonaristas Joice Hasselmann (PSL) e Arthur “Mamãe Falei” do Val (Patriota) aparecem com 2%.

Rejeição
Em relação à rejeição, 30% dos eleitores dizem que não votariam de jeito nenhum em Bruno Covas e 24% em Russomanno. Boulos tem 13% de rejeição e França, 10%.

Na pesquisa espontânea, em que os nomes dos candidatos não são revelados, 56% dos eleitores se declaram indecisos, e outros 22% afirmam que votarão nulo ou em branco.

Plinio Teodoro
Plinio Teodoro
Plínio Teodoro Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.