Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
01 de dezembro de 2019, 09h16

“Imposição não é uma forma de escravização?”, diz Janaína Paschoal ao defender “convicções” de presidente da Fundação Palmares

Janaína Paschoal saiu em defesa da nomeação de Sergio Nascimento para a presidência da Fundação Palmares, mas disse não concordar com a tese dele, de que não há racismo no Brasil. "Existe sim, tanto que não permitem a ele ter e expressar seus pensamentos livremente", tuitou

Janaína Paschoal (Arquivo)

A deputada estadual Janaína Paschoal (PSL-SP) usou seu Twitter na manhã deste domingo (1º) para defender o posicionamento de Sergio Nascimento Camargo, nomeado presidente da Fundação Palmares pelo Secretário de Cultura de Jair Bolsonaro, Roberto Alvim. A nomeação gerou críticas do movimento negro já que Nascimento é defensor de ideias como a de que não existe racismo no Brasil e declarações que a “negrada daqui reclama porque é imbecil”.

“Por pensar de forma diferente, ele não pode exercer um importante cargo? Esse tipo de imposição não é uma forma de escravização? O rapaz está sendo execrado! Onde a Democracia?(SIC)”, tuitou Janaína.

A parlamentar ressalta, no entanto, que não conhece Nascimento e diz não concordar com suas “convicções”, “sobretudo a de que não existe racismo no Brasil”.

“Existe sim, tanto que não permitem a ele ter e expressar seus pensamentos livremente. Estudam até afastá-lo do cargo!?”.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum