Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
27 de março de 2019, 07h59

Incompetente e sem controle emocional, diz presidente do Inep demitido por Vélez

Declarações agravam fragilidade do ministro, cuja autonomia gerencial está em xeque por disputa entre militares e o grupo de Olavo de Carvalho no MEC

Ricardo Vélez-Rodriguez (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasi)l

Em entrevista ao jornal O Globo, publicada nesta quarta-feira (27), Marcus Vinicius Rodrigues, demitido ontem (26) da presidência do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais) afirmou que o ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez é “gerencialmente incompetente” e não tem “controle emocional” para conduzir a pasta.

Ainda sobre o ministro, o ex-presidente afirmou que “não teve acesso a boas faculdades” e que seria “refém” da próprias limitações mesmo sendo uma “pessoa de bem”.

A demissão amplia a crise dentro do Ministério da Educação (MEC) – alvo de disputa entre a ala militar do governo e o grupo ligado ao guru ideológico do clã Bolsonaro, o astrólogo Olavo de Carvalho. A guerra teria, inclusive, colocado a autonomia de Vélez em xeque.

Hoje, ele é esperado para falar à Comissão de Educação da Câmara dos Deputados.

Além de outras baixas em cargos importantes da pasta, a então secretária da Educação Básica Tania Leme de Almeida pediu demissão do cargo na última segunda-feira (25), em razão da suspensão da avaliação da alfabetização no Brasil, decisão publicada em portaria do Inep.

O ex-presidente Marcus Vinicius disse que este imbróglio foi apenas um pretexto para que Vélez o tirasse do cargo.

Ele alega que o pedido para a suspensão da avaliação partiu do secretário de Alfabetização, Carlos Nadalim, considerado próximo do ministro, quem dificilmente não teria sido previamente consultado sobre o assunto.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum