Investigado no STF, Salles ironiza tuitaço que pede sua saída do governo: “Amanhã é dia”

Ato virtual pede que internautas usem a hashtag #ForaSalles na rede social

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, foi às redes sociais na noite desta terça-feira (20) para ironizar um “tuitaço”, mobilização virtual que ocorre por meio de publicações massivas no Twitter, que será realizado nesta quarta-feira (21) por sua saída do governo.

A ação foi divulgada por organizações ligadas à causa ambiental, incluindo o Coletivo de Cidadãos e Cidadãs em Defesa das Florestas. O ato virtual pede que internautas usem a hashtag #ForaSalles na rede social.

Alvo do protesto, o ministro decidiu compartilhar a convocação do ato e, em tom de ironia, escreveu: “Amanhã é dia”. A legenda ainda foi acompanhada de um emoji com um beijo e um coração.

A nova mobilização pela saída de Salles ocorre no momento em que o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu investigar o ministro por crime ambiental. Neste mês, um delegado da Polícia Federal do Amazonas protocolou uma notícia-crime no Supremo acusando o chefe do Meio Ambiente de atrapalhar uma investigação sobre madeireiras ilegais no estado.

A nova investida contra Salles ocorre também após novo ataque do ministro aos povos indígenas. Nesta terça-feira, logo após o Dia da Resistência e de Luta dos Povos Indígenas, comemorado em 19 de abril, o ministro do Meio Ambiente resolveu debochar dos povos originários brasileiros com uma postagem no Instagram.

Através dos ‘stories’, Salles postou fotos de indígenas utilizando telefones celulares, uma velha narrativa da direita que busca deslegitimar a causa dessa população. “Recebemos a visita da tribo do iPhone”, escreveu o ministro junto a uma sequência de fotos em que os celulares nas mãos dos indígenas aparecem circulados.

Avatar de Luisa Fragão

Luisa Fragão

Jornalista.