Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
30 de janeiro de 2020, 12h25

Irmão de exonerado na Casa Civil era o candidato a prefeito de Bolsonaro no interior de SP

Relações de Bolsonaro com a família Santini começaram no fim dos anos 70 na Escola de Artilharia do Exército. Irmão de Vicente, o vereador Tenente Santini, era a escolha do presidente para concorrer à prefeitura de Campinas

Bolsonaro com Tenente Santini, e a matriarca da família, Maria Cristina Beraldo, com o filho Vicente e a primeira-dama, Michelle Bolsonaro (Montagem/Facebook)

As relações de Jair Bolsonaro com a família Santini remetem a um passado distante, quando o atual presidente conheceu na escola de artilharia do Exército, no final dos anos 70, Nelson Santini Júnior, pai do assessor exonerado da Casa Civil, José Vicente Santini.

General do Exército, onde serviu por 37 anos, Nelson Santini Júnior também é pai do vereador Nelson Santini Neto, do PSD, em Campinas, no interior paulista.

É daí que vem a relação próxima entre Vicente e Nelson, os filhos do general, e Eduardo Bolsonaro, o filho do capitão.

Conhecido como tenente Santini, pelo tempo que atuou na Rota, Santini é o principal aliado de Bolsonaro na cidade do interior paulista para a formação do Aliança Pelo Brasil e era tido até a manhã desta quinta-feira (30) como candidato do presidente à prefeitura campineira.

Com a segunda exoneração do irmão, do qual é sócio em uma empresa de segurança – a Campseg – que tem entre seus clientes bancos como Itaú e Santander, Tenente Santini deve rever a relação com Jair Bolsonaro e a própria atuação em prol do Aliança Pelo Brasil.

Com a exoneração da Casa Civil e a exposição a que submeteu o filho do general amigo, que morreu 2015, Bolsonaro vai ter que arrumar uma maneira de contornar o mal-estar para ter candidato próprio em Campinas.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum