Fórumcast #20
16 de maio de 2019, 14h25

Irritado, Bolsonaro agride repórter da Folha e publica vídeo no Twitter

Em entrevista em Dallas, nos EUA, Bolsonaro causa constrangimento, em clara demonstração de assédio moral, ao dizer que a repórter deveria voltar para a faculdade "que presta e fazer bom jornalismo"

Bolsonaro (Foto: Marcos Corrêa/PR)

Irritado com os protestos que provocaram um tsunami nas ruas do Brasil contra o bloqueio de recursos e universidades federais, Jair Bolsonaro (PSL) agrediu verbalmente uma repórter da Folha de S.Paulo quando indagado sobre o assunto em Dallas, nos Estados Unidos. O presidente ainda publicou o vídeo com a agressão na sua conta no Twitter.

“Pela falta de recursos se faz contingenciamento. Todos os governos já fizeram isso, inclusive na Educação. Aqui nos Estados Unidos uma repórter da Folha desconhecia a diferença entre corte e contingenciamento. Nós explicamos. Assista”, tuitou.

No vídeo, Bolsonaro causa constrangimento, em clara demonstração de assédio moral, ao dizer que a repórter deveria voltar para uma faculdade “que presta e fazer bom jornalismo”.

“Primeiro, vocês da Folha de S.Paulo têm que entrar de novo em uma faculdade que presta e fazer bom jornalismo. Isso que a Folha tem que fazer. E não contratar qualquer um, qualquer uma, pra ser jornalista. Pra ficar perguntando besteira e publicando coisa nojenta”, disse, sendo aplaudido por um pequeno grupo de apoiadores.

Veja também:  Caso Itaipu, envolvendo acordo ilegal de Bolsonaro, é destaque na The Economist

Bolsonaro segue constrangendo a repórter, indagando: “Você quer debater orçamento comigo?”. A repórter diz, então, que quer saber o que ele está priorizando, quando o presidente interrompe novamente a jornalista, sendo ajudado por um assessor.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum