Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
26 de outubro de 2019, 09h17

Itamaraty chantageia e diz que não reconhece vitória de Evo Morales

Governo Bolsonaro apoia auditoria da OEA que pede 2º turno no país

Evo Morales - Foto: Antônio Cruz/Agência Brasil

O Ministério das Relações Exteriores do Brasil afirmou nesta sexta-feira (24), através de suas redes sociais, que não reconhece a reeleição de Evo Morales, líder do Movimento ao Socialismo (MAS), na Bolívia. Em tuíte, o Itamaraty disse que apoia uma auditoria completa do primeiro turno proposta pela Organização dos Estados Americanos (OEA).

“Considerando-se as tratativas em curso entre a OEA e o governo da Bolívia para uma auditoria completa do primeiro turno das eleições naquele país, o Brasil não reconhecerá, neste momento, qualquer anúncio de resultado final”, afirmou.

Depois de cinco dias de apuração, Evo Morales foi oficialmente reeleito presidente da Bolívia na noite desta quinta-feira (24), configurando em vitória no primeiro turno.

Com 99,99% das urnas apuradas, Evo recebeu 47,07% dos votos, uma diferença superior a dez pontos percentuais em relação ao segundo colocado: Carlos Mesa obteve 36,51%. No entanto, a oposição continua questionando o resultado. O quarto mandato do presidente tem início em janeiro de 2020 e termina em dezembro de 2025.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum