sábado, 24 out 2020
Publicidade

Itamaraty envia vídeo a embaixadas para organizar ataques Lula e defesa de Bolsonaro

Campanha é lançada menos de 24 horas depois das críticas de Biden ao Brasil, e estaria focada em mostrar Lula como “o maior corrupto e mentiroso da história”, e Bolsonaro como “líder democrático, honesto, humilde e corajoso”

Menos de 24 horas depois de o Brasil ter sido alvo de críticas durante o primeiro debate presidencial nos Estados Unidos, o Itamaraty enviou a todas as embaixadas brasileiras espalhadas pelo mundo um vídeo que deu início a uma nova campanha, com o objetivo de atacar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e defender ferreamente o atual mandatário, Jair Bolsonaro

Segundo o Brasil 247, o vídeo teria 9 minutos e 48 segundos de duração, estaria em inglês, com legendas em português e teria sido publicado no Youtube, mas não em uma conta oficial ligada ao governo.

Com este vídeo, o órgão liderado pelo chanceler olavista Ernesto Araújo estaria organizando uma campanha mundial de ataques contra Lula e o PT, que são retratados como “o maior corrupto e mentiroso da história e sua gangue de bandidos”. Ao mesmo tempo, também serviria para defender Jair Bolsonaro, que é mostrado como um “líder democrático, honesto, humilde e corajoso”.

Além disso, a campanha também atribui a Bolsonaro algumas façanhas dos governos do PT, como a transposição do rio São Francisco – obra que o atual presidente apenas entregou a conclusão, mas que foi planejada e iniciada durante as gestões de Lula da Silva e Dilma Rousseff.

A matéria do Brasil 247, que teve acesso à mensagem enviada às embaixadas junto com o vídeo, informa que o texto dizia que “a pressão externa está muito grande! Por favor, envie para todos e peça igualmente para repassá-lo. É urgente!!! Faça chegar nos 210 milhões de Brasileiros de fé!!!”.

Na terça-feira (29), um dia antes da difusão do vídeo, durante o primeiro debate presidencial nos Estados Unidos, o Brasil de Bolsonaro foi um dos principais alvos do discurso do candidato do Partido Democrata, Joe Biden, que também lidera as pesquisas eleitorais sobre as eleições.

Biden lembrou da ligação de Bolsonaro com seu adversário o atual presidente e candidato à reeleição Donald Trump – que preferiu não defender o brasileiro – e chegou a ameaçar o Brasil com sanções caso seja eleito presidente, e Bolsonaro não reveja suas políticas ambientais.

Victor Farinelli
Victor Farinelli
Jornalista formado pela Universidade Católica de Santos, há 15 anos é correspondente na Argentina (2004 e 2005) e no Chile (desde 2006).