#Fórumcast, o podcast da Fórum
26 de setembro de 2019, 23h48

Janot acusa Eduardo Cunha de ter mandado invadirem sua casa

Ex-PGR disse ter guardado “depoimentos assombrosos” dos métodos de intimidação de Cunha, que ele classifica como “o pior dos criminosos”

Foto: José Cruz/Agência Brasil

Rodrigo Janot fez fortes declarações contra o ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha Segundo ele, Cunha teria mandado invadir a sua residência como uma forma de ameaça pelo fato de o ex-Procurador Geral da República (PGR) ter encampado investigações contra o político.

Foi Janot quem pediu o afastamento de Eduardo Cunha das funções parlamentares em 2016. Em entrevista à revista Veja, o ex-chefe da PGR disse ter guardado “depoimentos assombrosos” dos métodos de intimidação de Cunha, que ele classifica como “o pior dos criminosos”.

“Se não fosse a Operação Lava Jato, talvez Eduardo Cunha fosse hoje presidente da República. Faço uma constatação de que o então presidente da Câmara, com a força extraordinária que tinha, com uma base de 150 a 170 deputados e com um sistema abastecendo-o de dinheiro de corrupção, teria grandes chances de ser eleito presidente. Eu não faço a avaliação de quem seria o melhor e de quem seria o pior, mas o Bolsonaro é um produto da queda do próprio Cunha. No início de 2015, minha casa foi invadida e só levaram um controle remoto do portão. Era um recado, uma ameaça. Pelo cheiro, suspeito que foi obra do Eduardo Cunha. Não há evidência. É pelo cheiro mesmo”, relatou.

Janot também revelou, nesta quinta-feira (26), que já entrou armado no Supremo Tribunal Federal com o objetivo de matar o ministro Gilmar Mendes , dizendo que tirou uma pistola da cintura mas desistiu da ideia. Ainda de acordo com ex-PGR, o ex-ministro Antonio Palocci prometeu entregar cinco ministros do STF e políticos como Michel Temer (MDB) e Aécio Neves (PSDB) ofereceram cargos a ele para paralisar investigações.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum