Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
17 de março de 2018, 15h49

Jean Wyllys desabafa sobre a segunda execução de Marielle

Precisamos nos concentrar no desmascaramento desse estratagema que quer descolar Marielle de tudo o que ela significava em vida! Querem esvaziar Marielle de seu conteúdo

Querem esvaziar Marielle de seu conteúdo: política, que dignificava a política, que acreditava que a política era o meio de fazer justiça social e garantir liberdades – Foto: Reprodução

Estou exausto, Rovai. Mal posso viver o luto de ter perdido uma amiga numa emboscada. Passei o dia de ontem e estou hoje enfrentando a difamação contra Marielle após seu assassinato brutal. E hoje sou surpreendido com editoriais no Globo e no Estadão querendo controlar a narrativa sobre o assassinato dela e despolitizar as mobilizações (que encheram as ruas de cidades em todo país) para que estas não virem algo maior contra o golpe de 2016 e seus ataques aos direitos dos trabalhadores, das minorias sociais e dos pobres em geral. Uma desgraça!

É exaustivo lutar contra essas forças, meu caro. Mas não tenho outra opção a não ser lutar! Precisamos nos concentrar no desmascaramento desse estratagema que quer descolar Marielle de tudo o que ela significava em vida! Querem esvaziar Marielle de seu conteúdo: política, que dignificava a política, que acreditava que a política era o meio de fazer justiça social e garantir liberdades. Vereadora por um partido de ESQUERDA, socialista, negra, favelada, lésbica, ativista de Direitos Humanos, que defendia outra política em relação às drogas que não essa guerra aos pobres e esse encarceramento de pobres e que fez várias atividades políticas ao meu lado, porque éramos amigos e companheiros de luta, como de resto somos todas as figuras públicas do PSOL do Rio.

Ver parte da mídia e em especial Estadão e Globo – que jamais deram bola pra Marielle em vida – esvaziar a vida dela do sentido político que tinha, sobretudo depois de ela ter sido assassinada num crime de evidentes conotações políticas é de doer! Marielle tinha partido, em todos os sentidos dessa palavra! Que fique claro aos que querem reescrever sua história! Impedir que essas pessoas reescrevam a história a seu modo, seja difamando a vereadora com calúnias e mentiras, seja esvaziando o sentido político de sua existência encurtada – e, portanto, impedir que a matem uma segunda vez – é a nossa nova tarefa, Rovai.

PS: O deputado autorizou a publicação desta mensagem a pedido do editor da Revista Fórum, Renato Rovai


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum