quinta-feira, 24 set 2020
Publicidade

Jean Wyllys: ministros de Bolsonaro e Witzel mentiram, mas quem está em Harvard sou eu

Após anunciar que passará este semestre como professor convidado do Afro-Latin American Research Institute, Instituto Afro Latino, de Harvard, nos EUA, o ex-deputado Jean Wyllys disse ao blog Universa ter se espantado com a grande repercussão que o assunto teve.

Jean chamou o seu convite para a temporada como “justiça cósmica” e não poupou ironias: “eu ingressei pela porta da frente e com o status de professor-pesquisador na universidade fetichizada pelos bolsonaristas, no país que estes idolatram. Todos sabem que ministros do governo Bolsonaro e o governador do Rio, Wilson Witzel, inventaram que fizeram cursos em Harvard”, disse.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

“Quem está em Harvard, de fato, é a pessoa que os mentirosos no Brasil difamam, caluniam, odeiam: e está porque tem currículo de peso, porque tem muito a dizer — e aprender, claro —  neste momento àquela comunidade acadêmica. Os brasileiros do bem se sentiram vingados [risos].”

Jean disse ainda não ver “como motivo de surpresa esse passo para alguém que é mestre em Letras e Linguística, que já criou um curso de pós-graduação lato sensu em Jornalismo e Direitos Humanos para uma universidade, que já escreveu prefácios para livros de renomados intelectuais, publicou cinco livros, exerceu dois mandatos parlamentares voltados principalmente para as questões de minorias, direitos humanos e cultura e que teve que sair do país devido a graves ameaças de morte. Não há motivo para tanta repercussão alguém com esse currículo ingressar no ALARI (Afro-Latin American Research Institute) de Harvard… O que as pessoas esperavam? Que eu fosse fazer shows em bares? [risos] Eu até canto, mas só em áudios enviados a amigos íntimos!”, afirmou.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.