domingo, 20 set 2020
Publicidade

Jilmar Tatto tenta recuperar terreno no setor cultural, após apoio de petistas históricos à chapa Boulos-Erundina

As recentes adesões de artistas considerados petistas históricos à candidatura do PSOL à Prefeitura de São Paulo, tem preocupado o pré-candidato do PT, Jilmar Tatto, que pretende lançar, na sexta-feira (14), uma carta de compromisso com o setor cultural.

O documento conta com cerca de 600 assinaturas e pretende ser uma iniciativa para recuperar terreno, depois que nomes como Chico Buarque, Zé de Abreu, Paulo Betti, Camila Pitanga e Osmar Prado anunciaram seu apoio à chapa do PSOL, composta por Guilherme Boulos e Luíza Erundina.

A carta apresentará também as propostas da candidatura para o setor, incluindo financiamento de pequenos empreendimentos, ampliação da verba destinada à Secretaria de Cultura e a continuidade dos programas criados durante os governos petistas na cidade de São Paulo.

Enquanto isso, a candidatura Boulos-Erundina tenta avançar em apoios do setor artístico, com uma convocatória aos humoristas, lançada pelo próprio Boulos, em seus perfis nas redes sociais. “Humoristas, comediantes, memeiros e todo o povo da boa zoeira… o meu recado é pra vocês. Somos de luta, mas com amor e humor sempre que possível. Venham fazer parte da nossa campanha e ajudar a construir a São Paulo que queremos”, convidou o candidato.

Victor Farinelli
Victor Farinelli
Jornalista formado pela Universidade Católica de Santos, há 15 anos é correspondente na Argentina (2004 e 2005) e no Chile (desde 2006).