Fórum Educação
11 de março de 2019, 06h20

João Dória planeja subordinar meio ambiente à Secretaria de Agricultura em São Paulo

A principal mudança deve ser a transferência da Coordenadoria de Biodiversidade e Recursos Naturais (CBRN), responsável pela implementação do Cadastro Ambiental Rural (CAR), segundo informações da Folha de S.Paulo

Doria usa camiseta Bolsodoria na campanha 2018 (Arquivo)

Com foco no planalto – tanto no governo Jair Bolsonaro (PSL), quanto na cadeira que quer disputar em 2022 -, o governador João Doria (PSDB) planeja subordinar as ações ligadas ao meio ambiente à Secretaria agricultura em São Paulo. As informações são de reportagem de Ana Carolina Amaral, na edição desta segunda-feira (11) da Folha de S.Paulo.

Segundo a jornalista, Doria deve passar para a Secretaria da Agricultura atribuições que antes eram da pasta ambiental, que foi fundida com as secretarias de Infraestrutura e de Recursos Hídricos.

A principal mudança deve ser a transferência da Coordenadoria de Biodiversidade e Recursos Naturais (CBRN), responsável pela implementação do Cadastro Ambiental Rural (CAR).

Representantes das duas secretarias adiantaram a mudança no fim de fevereiro, durante evento na Sociedade Rural Brasileira cuja gravação foi obtida pela Folha.

Subsecretário de Meio Ambiente, Eduardo Trani disse em questão que “a mudança, em vias de ser anunciada, fundamentalmente trata da relocalização de competências para a Secretaria da Agricultura em relação à implementação do CAR.”

Também presente no evento, José Luiz Fontes, assessor técnico ligado ao secretário da Agricultura, defende a isenção do trabalho, que deverá ser comandado por ele, segundo funcionários que acompanharam a negociação.

Assim como aconteceu no governo federal, em que o Serviço Florestal Brasileiro foi integralmente transferido para o Ministério da Agricultura, em São Paulo a CBRN deve ter a maior parte da sua estrutura e dos funcionários transferida para a Secretaria da Agricultura e Abastecimento.

Leia a reportagem na íntegra

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum