Política

João Doria vence prévias e é o candidato do PSDB à presidência da República

O partido, que ajudou no golpe contra Dilma, busca recuperar o prestígio perdido de outros pleitos para tentar assumir o papel, cada vez mais difícil, de terceira via

Compartilhar

João Doria, governador de São Paulo, venceu as prévias do PSDB, neste sábado (27), e será o candidato do partido às eleições para presidente da República em 2022. Ele recebeu 53,99% dos votos, em disputa acirrada e tumultuada, e derrotou Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul, com 44.66%, e Arthur Virgílio, ex-prefeito de Manaus (AM), com 1,35%.

Os três candidatos e Bruno Araújo, presidente do partido, pregaram união e respeito. O partido, que ajudou no golpe que tirou Dilma Rousseff (PT) da presidência, busca recuperar o prestígio perdido de outros pleitos para tentar assumir o papel, cada vez mais difícil, de terceira via.

“Dentro do sentido do emprego da defesa do emprego, da oportunidade, da saúde, do meio ambiente, como disse Arthur Virgílio, das reformas, como tem defendido o governador do estado do Rio Grande do Sul, é este o caminho que nós desejamos. E certamente faremos uma grande coalização, uma grande união de todos os partidos que queiram seguir dentro dessa linha”, afirmou Doria.

“Passado esse processo das prévias do PSDB, tenho absoluta tranquilidade que saberemos estar juntos para fazer o enfrentamento dos reais adversários do Brasil, que são a inflação, o desemprego, a fome, o baixo crescimento econômico”, destacou Eduardo Leite.

Arthur Virgílio já se dava por derrotado, afirmando que concorreu em função de um pedido pessoal do presidente do partido.

Bruno Araújo minimizou as falhas no processo de prévias do PSDB, depois de um suposto ataque hacker no domingo (21), que suspendeu a votação, retomada neste sábado com um novo aplicativo.

“Só corre risco quem inova, só corre risco quem assume pioneirismos. O PSDB assumiu o pioneirismo de ser o primeiro partido do Brasil a estabelecer de forma interna uma democracia que antes de chegar no pleito da eleição não são mais quatro diante da eleição que definem o candidato, são milhares que definem em um processo de discussão democrática”, declarou Araújo, segundo a CNN Brasil.

Novo aplicativo recebeu mais de 30 milhões de ataques externos

Nas prévias deste sábado foram registrados 30,38 milhões de tentativas de ataques externos ao novo aplicativo usado pelos tucanos. Segundo o levantamento registrado pela legenda, todos os ataques foram realizados fora do Brasil, fazendo com que fosse bloqueado o registro de votos dos filiados que estão no exterior.

Este post foi modificado pela última vez em 27 nov 2021 - 19:37 19:37

Lucas Vasques

Jornalista e redator da Revista Fórum.

Por
Lucas Vasques

Última hora

  • Brasil

Negacionista, coordenadora de medicina da UnB renuncia após adoção de passaporte da vacina

O diretor da Faculdade de Medicina e a UnB lamentaram o ocorrido e enfatizaram a…

28 jan 2022 - 16:51
  • Redes Sociais

Vovô de 97 anos faz piruetas em piscina pública do RS; veja vídeo

A cena do "vovô radical" viralizou nas redes sociais; assista

28 jan 2022 - 15:04
  • Política

Alexandre de Moraes nega recurso e mantém depoimento de Bolsonaro à PF

O ministro do STF afirmou que a AGU protocolou petição defendendo a ausência de Bolsonaro,…

28 jan 2022 - 14:58
  • Global

Exemplo mundial, Cuba conclui vacinação pediátrica do Covid-19

Enquanto o Ministério da Saúde do Brasil protela imunização, o governo cubano vacinou mais de…

28 jan 2022 - 14:45