Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
23 de julho de 2019, 12h52

Jornalista que escreveu matéria sobre Rosângela Moro é ameaçada nas redes

De acordo com a reportagem de Talita, a esposa de Moro declarou que “assistencialismo é uma palavra que a gente tem que deixar para trás”

Sérgio Moro e a cônjuge, Rosangela Wolf (Reprodução/Facebook)

A jornalista Talita Marchao afirmou, nesta terça-feira (23), através de sua conta do Twitter, que passou a ser ameaçada e xingada após escrever matéria sobre Rosângela Moro (foto), esposa do ex-juiz e atual ministro da justiça Sérgio Moro.

“Acordei com o twitter explodindo de gente me xingando e ameaçando. Reportei todos. Aposto que o Twitter não vai bloquear ninguém, precisa dos fakes para ter uma rede social ativa e relevante”

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

No texto, que teve grande repercussão nas redes a ponto de colocar a esposa de Moro nos TT’s do Twitter, Talita conta que ela se reuniu, nesta segunda-feira, com cerca de 25 empresárias e socialites, para debater empreendedorismo social.

Durante o evento, realizado em um shopping de alto padrão em São Paulo, a advogada declarou que “assistencialismo é uma palavra que a gente tem que deixar para trás”. Para ela, quem tem de investir no chamado terceiro setor são as empresas e não o Estado, de acordo com informações de Talita Marchao, do UOL.

“Até um tempo atrás, ONGs eram os grandes atores do empreendedorismo social. Nós podemos deslocar todo esse papel que as ONGs fazem para as empresas, que têm essa responsabilidade de entregar o seu produto ou serviço sem prejudicar o meio ambiente, combatendo a violência feminina e a fome”, disse.

“O Estado, que é o primeiro setor, não gera dinheiro. As ONGs precisam de dinheiro, e não é o Estado que vai dar. Não é o Estado quem tem que dar. O dinheiro circula no segundo setor, que é o mercado”, acrescentou.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum