Fórumcast, o podcast da Fórum
25 de janeiro de 2018, 08h33

Jurista citado por Gebran no TRF-4 afirma: “Texto foi totalmente descontextualizado”

A condenação do ex-presidente Lula causou perplexidade até no jurista que escreveu o texto que o desembargador João Pedro Gebran Neto citou no voto em que o magistrado condenou o petista.

A condenação do ex-presidente Lula causou perplexidade até no jurista que escreveu o texto que o desembargador João Pedro Gebran Neto citou no voto em que o magistrado condenou o petista.

Da Redação*

O professor de Direito da USP, Alamiro Velludo Netto, foi citado pelo desembargador João Pedro Gebran Neto no voto em que o magistrado condenou Lula. “O pior de tudo é ser citado no voto por meio de um texto meu totalmente descontextualizado”, reagiu ele numa rede social. As informações são da coluna de Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo.

No texto, o professor discorre sobre o julgamento do mensalão, em que não foi apontado ato de ofício preciso dos condenados. Ele, no entanto, é um crítico e acredita que a lei não permite que não seja identificado ato que vincule o acusado à benesse recebida.

*Com informações da Folha de S.Paulo e do Brasil 247

Foto: YouTube


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum