Justiça do Rio decreta prisão de Márcia Aguiar, esposa de Queiroz

Apesar de se declarar "cabeleireira", Márcia foi registrada como assessora de Flávio Bolsonaro por 10 anos na Alerj. Ela também é investigada no inquérito sobre rachadinhas

O juiz Flávio Itabaiana Nicolau, da 27ª Vara Criminal do TJ do Rio de Janeiro, autorizou nesta quinta-feira (18) a prisão de Márcia Oliveira de Aguiar, esposa do ex-assessor de Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz, preso nesta manhã em Atibaia (SP). A informação é de Juliana Dal Piva, do O Globo.

Assim como o marido, Márcia também esteve no gabinete do filho do presidente na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). Apesar de se declarar “cabeleireira”, a mulher foi registrada como assessora de Flávio de 2007 a 2017, mas nunca teve crachá do cargo.

Com isso, Marcia também é investigada pelo Ministério Público por suspeita de corrupção no gabinete do filho do presidente. Queiroz foi citado pelo Coaf em julho do ano passado por movimentações financeiras suspeitas de R$ 1,2 milhão e também teve os sigilos fiscal e bancário quebrados.

O ex-assessor foi preso nesta manhã pela Polícia Civil em uma chácara em Atibaia, no interior de São Paulo. O imóvel pertence a Frederick Wassef, advogado do filho do presidente.

Segundo informações de Bruno Tavares, na GloboNews, policiais e promoters relataram que Queiroz era mantido em esquema de proteção no imóvel, pois já se imaginava que ele poderia ser preso.

Avatar de Luisa Fragão

Luisa Fragão

Jornalista.