Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
13 de julho de 2018, 10h00

Justiça do RN revoga prisão domiciliar de Henrique Eduardo Alves

Ele responde a duas acusações. Uma delas por desvios no Fundo de Investimentos do FGTS, da Caixa, da qual foi presidente e a outra por desvios na construção da Arena das Dunas

(Foto: Agência Câmara)

O ex-ministro Henrique Eduardo Alves (MDB) teve a prisão domiciliar revogada pelo juiz Francisco Eduardo Guimarães Farias, da 14ª Vara Federal de Natal.

Ele responde a duas acusações. Uma delas, da operação Sépsis, por desvios no Fundo de Investimentos do FGTS, administrado pela Caixa Econômica Federal, da qual foi presidente e a outra da operação Manus, por desvios na construção da Arena das Dunas.

Alves passará a responder em liberdade. O ex-deputado Eduardo Cunha também foi preso na operação Sépsis.

Henrique Alves ficou preso na Academia de Polícia Militar em Natal até o dia 3 de maio de 2017, quando a Justiça concedeu liberdade a Alves no processo da operação Sépsis. A partir daí, ele passou a cumprir prisão domiciliar pela operação Manus.

Depoimentos da Operação Manus

Henrique Alves e Eduardo Cunha foram denunciados por lavagem de dinheiro, corrupção passiva e organização criminosa. Na última segunda-feira (9), o ex-ministro prestou depoimento na Justiça Federal. Na ocasião, Alves negou à Justiça Federal todas as acusações contra ele e disse acreditar que “o MP agiu por desinformação”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum