Entrevista exclusiva com Lula
04 de dezembro de 2019, 16h15

Justiça liberta um dos suspeitos de invadir celular de Moro e de procuradores da Lava Jato

A decisão ocorre um dia após o juiz Vallisney de Oliveira homologar a delação de Luiz Henrique Molição, estudante de Direito, preso desde setembro

Foto: Lula Marques

Luiz Henrique Molição, um dos suspeitos de envolvimento na invasão de celulares de autoridades, entre as quais Sérgio Moro, foi libertado nesta quarta-feira (4) pela Justiça Federal. Além do ministro da Justiça, procuradores da Operação Lava Jato também foram hackeados.

A decisão ocorre um dia após o juiz Vallisney de Oliveira, da 10ª Vara Federal do Distrito Federal, homologar a delação de Molição.

Não é sócio Fórum? Quer ganhar 3 livros? Então clica aqui.

Com isso, a Justiça confirma a punição negociada por ele com órgãos de investigação, em troca das informações que forneceu e de considerar que não houve coação.

Preso em setembro, em Sertãozinho (SP), Molição é estudante de Direito. A Operação Spoofing, da Polícia Federal, foi deflagrada em julho para desarticular uma suposta organização criminosa, que praticava crimes digitais.

Telegram

Investigações da Polícia Federal (PF) apontam que o grupo teve acesso a contas de autoridades do aplicativo Telegram.

Walter Delgatti Neto, outro preso na operação, admitiu à PF que entrou nas contas de procuradores da Lava Jato e declarou ter repassado mensagens ao The Intercept Brasil, que publicou uma série de reportagens com diálogos entre as autoridades, a chamada Vaza Jato.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum