Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
26 de fevereiro de 2018, 11h27

Justiça seletiva: Vaccari preso, Paulo Preto Solto

Paulo Preto movimentou mais de R$ 113 milhões na Suíça para José Serra, Aloysio Nunes e Geraldo Alckmin e continua solto

Por Brasil 247

A operação Lava Jato dá mais uma prova da seletividade nas suas acusações. O ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto está preso há quase três anos sem que se tenha encontrado nada em suas contas no Brasil ou no exterior.

A defesa de Vaccari ingressou no Supremo Tribunal Federal (STF) com pedido habeas corpus contra a prisão preventiva, decretada pelo juiz Sérgio Moro. “Primeiro, essa prisão é injusta, por conta da desnecessidade da prisão preventiva, e também a ausência do trânsito em julgado, cuja execução provisória é inconstitucional. A defesa do Sr Vaccari continua a lutar contra essa grande injustiça que ele ainda suporta”, ressalta o advogado de Vaccari, Luiz Flávio Borges D’Urso (leia mais).

O petista foi absolvido duas vezes e condenado uma vez em segunda instância. Na primeira sentença favorável, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região o livrou de uma pena de 15 anos proferida por Moro, e também de um dos mandados de prisão.

Por outro lado, o ex-diretor da estatal paulista Dersa Paulo Vieira de Souza, o Paulo Preto, apontado como operador das propinas do PSDB, que movimentou mais de R$ 113 milhões na Suíça, arrecadando recursos para José Serra, Aloysio Nunes e Geraldo Alckmin, continua solto e pode até ser beneficiado pela prescrição de seus processos.

“Vaccari foi preso arbitrariamente há muito tempo pelo juiz Sérgio Moro acusado de ser o operador do PT sem quaisquer indícios, não encontraram um centavo sequer em sua conta. Já o operador do PSDB flagrado com 100 milhões na Suíça, dinheiro oriundo de propina, continua livre”, escreveu o internauta Kallil Oliveira.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum