Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
22 de novembro de 2019, 07h57

Kennedy Alencar pergunta: será que agora já dá pra Imprensa chamar o partido de Bolsonaro de fascista?

Kennedy lembrou ainda que o número que Bolsonaro exigiu para o partido, o 38, é “o famoso número do trabuco”

Logo do partido de Bolsonaro feito de balas de diversos calibres - Foto: Reprodução

O jornalista Kennedy Alencar questionou a imprensa, através de sua conta do Twitter, na manhã desta sexta-feira (22), a respeito do novo partido do presidente Jair Bolsonaro, o Aliança para o Brasil. O jornalista pergunta, após todas as manifestações no lançamento do partido, incluindo o seu logotipo feito com balas:

“Será que agora dá para a imprensar deixar de passar pano, parar de chamar absurdos de polêmicas e enxergar que o Aliança para o Brasil é um partido com ideário fascista, projeto nacionalista autoritário e pretensão de manipular os piores sentimentos morais e religiosos?”

Kennedy lembrou ainda que o número que Bolsonaro exigiu para o partido, o 38, é “o famoso número do trabuco, é simbólico do calibre do retrocesso em curso no Brasil e da ameaça real à nossa democracia. Até o símbolo foi feito com cápsulas de bala. Com vocação cesarista, é um partido familiar que reúne o pior do conservadorismo dito cristão no país”, alerta.

O jornalista questiona ainda: “em nome de uma suposta agenda liberal que estimula o empobrecimento do país, a precarização do trabalho e ignora necessidades sociais, setores da sociedade civil vão tolerar um caminho claro de atraso e barbárie? O caminho é esse mesmo?”

No final, em tom de desabafo, Kennedy lembra que “a paz dos cemitérios e a intensificação da exclusão social são as ofertas de Bolsonaro e companhia ao país. Parabéns aos que estão fechando os olhos e se omitindo em relação ao Partido da Família, da Bala e da Bíblia. Assim é com as democracias morrem”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum