Fórumcast, o podcast da Fórum
30 de agosto de 2019, 14h57

Kim chama Bolsonaro de bundão

Kataguiri disse ter ficado surpreso que o presidente não citou seu nome na live desta quinta-feira (29), mas sabia que gerou desconforto em Bolsonaro por conta de suas intrigas com o filho Eduardo

Foto: Reprodução/Twitter

Em entrevista ao programa Pânico, da rádio Jovem Pan, nesta sexta-feira (30), o deputado Kim Kataguiri (DEM-SP) retrucou os ataques que o presidente Jair Bolsonaro disparou contra ele nesta quinta (29), durante live no Facebook. Kataguiri disse ter ficado surpreso que presidente não citou seu nome, mas sabia que tinha gerado desconforto em Bolsonaro por conta de suas intrigas com o filho Eduardo sobre a lei que pune fake news nas eleições.

“Achei até meio bundão o Bolsonaro não falar o meu nome. Pelo amor de Deus. Sou um deputado mirrado, semijaponês, do baixo clero”, brincou o líder do MBL.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

Em seguida, o deputado disse que Eduardo não tinha pretexto para iniciar uma intriga sobre a lei, e utilizou como exemplo o deputado Hélio Negão. “O primeiro a soltar um tuíte foi o deputado Hélio Negão. Eu fui lá no gabinete dele, depois da votação, e falei: Hélio, você não entendeu a lei. Eu li e expliquei, ele disse que estava errado. Fez a errata e publicou”.

No programa, Kim disse que a sua briga com Eduardo começou porque o filho do presidente “precisava de um pretexto para me atacar”. “A reunião era das 14h às 15 e ele não apareceu. Depois, Eduardo foi até o Bolsonaro para pedir ajuda ao pai, porque tinha feito besteira”, completou o deputado.

Kim também alegou que o próprio presidente chegou a votar a favor da lei, que existe desde 2011. “Quem votou essa lei foi Bolsonaro, duas vezes, em 2014”, contou. “A lei já existe, nós só aumentamos a pena”, completou, criticando o fato de que o presidente não vetou o aumento de pena, mesmo Eduardo dizendo que a lei era “desproporcional”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum