Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
26 de fevereiro de 2019, 09h12

Lava Jato também aponta erros em decisão de juíza que condenou Lula

Além de vários trechos copiados, a sentença de Gabriela Hardt tem erros primários, corrigidos pela própria força-tarefa

Gabriela Hardt e Sergio Moro (Montagem/Reprodução Youtube/Agência Brasil)

A própria força-tarefa da Operação Lava Jato no Ministério Público Federal (MPF) do Paraná apontou “omissões e contradições por erro material” na sentença da juíza federal Gabriela Hardt, da 13ª Vara Federal, de Curitiba, contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no processo sobre o sítio de Atibaia.

Este já é o segundo óbice apontado à sentença da juíza que substituiu Sérgio Moro. A coluna Painel, da Folha, revelou, na edição desta terça-feira (26), que a defesa do ex-presidente Lula comprovou em perícia que Hardt usou o mesmo arquivo utilizado por seu antecessor no caso triplex para montar a sentença que condenou o petista no processo do sítio de Atibaia.

De acordo com a Procuradoria da República, Lula foi denunciado por dez crimes de corrupção passiva na ação sobre o sítio de Atibaia. “Em alguns pontos da sentença houve menção à prática do crime de corrupção ativa por Luiz Inácio Lula da Silva”, descrevem os procuradores no documento ao qual o jornal O Estado de S.Paulo teve acesso. “Tratando-se de mero erro material, o Ministério Público Federal requer seja essa contradição retificada, para que passe a constar o crime de corrupção passiva.”

Na manifestação, o MPF apontou uma “omissão na parte dispositiva da sentença”. “Embora no mérito, a sentença proferida mencione a absolvição de Agenor Medeiros, José Adelmário Pinheiro Filho e Luiz Inácio Lula da Silva, em relação aos crimes de corrupção ativa e passiva em razão dos contratos do Gasoduto Pilar-Ipojuca e GPL Duto Urucu-Coari, deixou de fazê-lo na parte dispositiva”, observou.

“Requer o Ministério Público Federal seja suprida a omissão da r. sentença para fins de inclusão da absolvição dos réus quanto às imputações feitas em relação a esses dois contratos.”

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum