Paulo Skaf é “Berlusconi tropical” e “porta-voz de Bolsonaro” entre empresários, diz Le Monde

Reportagem do prestigiado jornal francês o classifica como “poderoso chefão” da FIESP, e que, por sua ambição em ser governador do estado de São Paulo, se tornou o principal aliado do governo no setor empresarial brasileiro

A edição desta terça-feira (21) do jornal francês Le Monde, um dos mais prestigiados da França, traz uma reportagem especial sobre o presidente da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), Paulo Skaf, que é descrito como “Berlusconi tropical”.

A matéria também afirma que o empresário funciona como “porta-voz informal de Bolsonaro” no setor empresarial – recordando declaração do presidente em fevereiro, na qual afirmava, em tom de brincadeira, que teria “nomeado” Skaf –, condição a qual teria se sujeitado, segundo o texto, para conseguir o apoio do bolsonarismo para suas ambições de se tornar governador do estado de São Paulo.

Com o título de “Paulo Skaf: o ambicioso chefe dos chefes do estado de São Paulo”, a reportagem escrita pelo correspondente Bruno Meyerfeld faz um retrato crítico do empresário. Segundo a matéria, o “poderoso chefão” da Fiesp teria se oferecido para ser o principal aliado do bolsonarismo junto ao setor empresarial, em nome dos seus objetivos políticos.

“Para isso (ser eleito governador de São Paulo), Skaf abriu ao presidente seu rico catálogo de endereços e as portas da indústria paulista”, afirma o correspondente do Le Monde.

“Com seu sorriso brilhante e implantes de cabelo, ele às vezes se parece com um Berlusconi tropical, para quem vale de tudo: dar tapinhas nas costas, chocolates, croissants, chá verde com gengibre, uniformes esportivos de presente… às vezes ele é quase embaraçoso ao tentar fazer você se sentir confortável demais”, relata Meyerfeld.

Avatar de Victor Farinelli

Victor Farinelli

Jornalista formado pela Universidade Católica de Santos, há 15 anos é correspondente na Argentina (2004 e 2005) e no Chile (desde 2006).

Em 2021, escolha a Fórum.

Todos os dias Fórum publica de 80 a 100 matérias desde às 6h da manhã até à meia-noite. São 18h de textos inéditos feitos pela equipe de 10 jornalistas da redação e também por mais de três dezenas de colaboradores eventuais.

E ainda temos 3 programas diários no YouTube. O Fórum Café, com Cris Coghi e Plínio Teodoro, o Fórum Onze e Meia, com Dri Delorenzo e este editor, e o Jornal da Fórum, com Cynara Menezes. Além de vários outros programas semanais, como o Fórum Sindical, apresentado pela Maria Frô.

Tudo envolve custos. E é uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar neste ano, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

É fácil. Clique em apoiar e escolha a melhor forma de escolher a Fórum em 2021.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR